Os 4 Pilares da Garra (O 3º de longe é meu favorito!)

Olá tudo bem?

Grit

Versão original do livro

Hugo Oliveira aqui mais uma vez, hoje pra trazer um conteúdo retirado do livro Garra escrito pela escritora Angela Duckworth. Bem, se você acompanha meus conteúdos, já sabe de que livro que to falando, mas caso você não faça ideia de que livro seja, dê uma olhada ai no Google sobre ele porque o livro é simplesmente animal, leitura simplesmente incrível, recomendo!

Se você não faz ideia sobre o que é Garra e quer entender sobre o conceito do termo utilizado pela Angela Duckworth no livro, por favor, escute o Mindcast Garra para você entender melhor sobre o que to falando, vale a pena. Clique aqui para consumir o conteúdo.

Dando seguimento ao post vou listar os 5 pilares da Garra, que no caso são uma espécie de 5 componentes para que se tenha determinação com nossos sonhos e objetivos. Minha ideia aqui não é defender a tese e nem dizer dizer coisas contrárias, minha intenção aqui é apenas trazer algo que considerei relevante para mim, para que também possa ser relevante para você.

Os 4 Pilares da Garra

Pilar 1 – Paixão

Isso é um tanto lógico me parece. Quem ama não desiste… e se você ta começando a desistir de algo, é porque você está começando a deixar de amar aquilo. O elemento do amor e da paixão se entrelaçam com Garra exatamente no ponto que as coisas vão mal, pois aquele que ama o que faz vai procurar encontrar incansavelmente uma saída para toda e qualquer dificuldade que possa aparecer, já aquele que não ama o que faz é bem provável que desanime com o aparecimento das dificuldades e como toda jornada para o alto desempenho se depara com muitas dificuldades, é bem possível aquele que não ama sua atividade fique pelo meio do caminho.

Agora você talvez possa dizer “Mas existem pessoas que amam o que fazem mais mesmo assim não grandes coisas no que fazem” e eu vou concordar com você em número, genêro e grau, porém, eu e a autora do livro (Angela Duckworth) pensamos que apesar das pessoas também serem desleixadas com algumas coisas que amam, elas são muito mais desleixadas com o que não amam, o que no caso n]ao traz nenhum benefício em relação a garra ou determinação.

Então ta ai, paixão e Garra possuem uma relação muito próxima e isso não se pode negar.

Pilar 2 – Alta capacidade de trabalho

O segundo item da nossa lista é o que eu o chamo de alta capacidade de trabalho. O que Angela Duckworth encontrou nas pesquisas que fez com modelos de Garra foi que todos eles tinham metas e rotinas diárias de treino, em suma, possuíam uma alta capacidade de trabalhar duro em cima de suas paixões. É como banho, tem que ser todos os dias. Tomou banho hoje? Ótimo, amanhã você vai precisar de outro e depois de amanhã também. O banho de hoje só serve para hoje, portanto, cada dia tem a sua dose de prática e treino.

Mas até ai tudo bem… e o que isso tem a ver com Garra?

Isso tem a ver com Garra no momento que se torna uma busca obstinada pela superação diária dos próprios limites. Como os modelos de Garra possuíam um alto índice de trabalho que culminava numa busca incessante pelo próprio aprimoramento no trabalho que realizavam, isso fazia deles pessoas mais determinadas a superar os problemas, dificuldades e contratempos pois estavam sempre querendo superar os próprios limites durante anos e anos de prática de forma interminável. A busca pela própria perfeição os mantia nos trilhos principalmente quando as coisas não iam bem, tendo em vista que se estavam querendo melhorar sempre… quando as coisas não iam bem acabava sendo um prato cheio para isso, exatamente o cenário ideal de quem busca se superar.

Com a prática diária de treinos esses modelos de Garra eram fanáticos pelo feedback para retro-alimentarem suas análises de desempenho, não para saberem como estavam indo bem, mas sim para saberem o quanto ainda precisavam melhorar! Eles são mais interessados em entender as próprias limitações para transforma-las em pontos fortes do que para terem um feedback positivo e se gabarem de seus feitos.

Alta capacidade de trabalho é ter um sério compromisso com a superação de metas treino a treino, é analisar performances em busca não apenas do que é possível, mas do melhor que pode ser feito, é pensar nisso ininterruptamente durante anos e anos. Pessoas que possuem essa caracteristica possuem mais Garra do que as outras que não possuem.

Pilar 3 – Propósito

Propósito é o porque de fazer, é o motivo que me faz fazer o que faço. Quanto mais forte for esse propósito, mais força eu terei para superar os momentos de adversidades, o que me faz uma pessoa com uma garra maior do que a média.

Uma frase que descreve bem esse senso de propósito é:
“Quem tem um grande ‘porquê’ é capaz enfrenta qualquer ‘como’.”

E pra gente conseguir entender melhor os motivos que nos movem a fazer o que fazemos, é preciso entender…

Por que o trabalho que realizo é importante para mim?
O que faz dele algo que esteja de acordo com os valores que considero importante?
O meu trabalho melhora a vida de alguém? Como ele faz isso?
Se eu deixasse de fazer o que faço, o que aconteceria? Pessoas iriam sofrer com isso?

Segundo o livro, os modelos de Garra encontrados pela autora tinham duas características importantes com relação ao propósito de suas atividades, são elas:

– Eram apaixonados pelo que faziam e viam um senso de realização individual na atividade que realizam.
– Viam o quão importante era para outras pessoas a atividade que realizavam.

Em suma o que ela concluiu em suas pesquisas é que:

Temos muito mais Garra naquilo que fazemos quando o que fazemos além de ser importante para nós, também é importante para as outras pessoas. Exemplo: Um morador de rua que tem o sonho de conseguir uma casa pra morar tem, teoricamente, menos Garra que um também morador de rua que tem o sonho de conseguir uma casa para ele e sua família morarem.

É como no futebol em época de copa do mundo quando os técnicos passam para os jogadores que eles não jogam somente por eles e suas famílias, eles jogam por uma nação de milhões e milhões de pessoas. Aqui no Brasil os técnicos utilizam isso ao seu favor dizendo que o povo brasileiro sofre muito com a corrupção dos políticos e que a única alegria que aqui se tem é com o futebol, por isso para toda a nação aquela competição é realmente muito importante. Nesse sentido o senso de responsabilidade e propósito é muito maior do que qualquer meta egoísta centrada no EU, o que acaba gerando muito mais Garra e engajamento por parte dos jogadores.

Para encerrar essa questão do propósito quero falar sobre uma parábola que até tem no livro, que é a parábola dos três pedreiros.

Uma vez uma pessoa passou por uma obra e perguntou para 3 pedreiros o que eles estavam fazendo.
O primeiro disse que apenas estava assentando alguns tijolos.
O segundo disse que estava construindo uma catedral.
O terceiro disse que estava construindo a casa de Deus.

Reparou? É a mesma atividade, no mesmo lugar, porém, com propósitos e motivações diferentes, o que em outras palavras quer dizer: A forma como você vê as coisas defini sua atitude diante delas e o modo como você vê o seu trabalho é mais importante do que o nome como chamam ele.

4 – Esperança/fé

Pra fechar a nossa lista temos o item mais fácil e mais difícil ao mesmo tempo, que é ter fé.

Porque eu digo que ter fé é fácil e difícil ao mesmo tempo?

Porque fé no fim das contas é só uma questão de escolher acreditar, é uma escolha, porém é difícil escolher acreditar que as coisas vão caminhar bem quando tudo a nossa volta desmorona.

Há um tempo atrás, eu postei aqui um artigo chamado “As melhores 29 frases motivacionais da internet” onde nele coloquei uma frase do Elvis Presley que encaixa aqui pra gente nesse texto: “Quando as coisas forem mal, não vá com elas“.

Portanto, não é o que acontece com você que decide se você vai ou não continuar acreditando em si mesmo, é você mesmo quem decide isso. Como falei anteriormente, fé é escolha e isso em hora nenhuma muda. Você escolhe ter ou não.

Ter fé é ter esperança, mas veja bem, estou falando de esperança do verbo esperançar e não do verbo esperar. Algumas pessoas possuem uma esperança que mais se parece com uma espera, ficam esperando as coisas darem certo, o que deveria ser o contrário… trabalhar mais ainda para que as coisas aconteçam ao invés de esperar. Esperança não é espera.

Ter fé é ter Garra.


Obrigado pela sua visita e leitura!

Curtiu o post? Por favor, marque 5 estrelas aqui em baixo, dessa forma você vai irá fazer com que mais pessoas também vejam esse conteúdo!

Compartilhe também no seu Facebook 😉

Muito Obrigado!

Os 4 Pilares da Garra (O 3º de longe é meu favorito!)
5 (100%) 1 vote

Adicionar um Comentário

Comente abaixo!